domingo, maio 04, 2008

Viagem prolongada!

Puxa vida!

Entro aqui várias vezes e os acontecimentos são tantos que não sei nem por onde começo!
Mas passeando pelos blogs alheios, posso perceber, que na maior parte deles, a produção está igualmente fraca! Por que será isso gente??
Preguiça de escrever, falta do que escrever ou sem tempo mesmo??
Eu deveria ter escrito sobre a viagem já há alguns dias... e foi passando, passando...
Bom... vou ver se minha memória está viva ainda!

Aconteceu na semana passada o fato que marcou de certa forma nossas vidas, minha e do Lucas.
Acontece que fomos incumbidos de uma missão em Floripa, fomos não, eu fui (hehe), mas como sei que o querido já gosta de uma viagem e não ia conseguir ficar longe de mim por muito tempo, resolvi convidá-lo! hehehe
Saímos então na terça para retornar na quinta, pois o moço precisava voltar para trabalhar e eu, igualmente.
Depois de horas e horas na estrada, chegamos em Floripa lá pelas 3 da matina, 12 horas de viagem. Eu pilotando o veículo, já que meu motorista particular cochilava profundamente no banco do carona.
Acordamos cedo na quarta e fomos logo resolvendo as coisas da casa.
Almoçamos uma boa e velha sequência de camarão na praia, passamos a tarde em função da arrumação de uma fechadura e à tardinha fomos dar uma volta pelo shopping Beira Mar.
No outro dia almoçamos, carregamos o carro e prontos para o retorno à Santiago City!
E lá estávamos nós há uns cento e poucos quilômetros de Floripa quando, de repente, o Uninho véio dá uma fraquejada.
Paramos próximo a uma casinha e lá se foi o Lucas atrás de umas ferramentas para tentar consertar o carro.
Pensou ele que fosse o cano de descarga que estivesse entupido. E numa delicadeza sem tamanho arrancou simplesmente o aparato depois de torcer aquilo para lá e para cá.
Seguimos viagem então, mas quem disse que o Uno estava nos seus dias? rssss
Desta vez um forte cheiro de qualquer coisa queimada alcançou nossos faros.
Bom... aí é que a coisa começou a feder literalmente.
O carro parou simplesmente e não ligava "de jeito maneira". Abrimos o capô e lá estava alguma coisa na bobina não sei o que lá derretido. hahahaha
Eu dou risada agora, mas na hora foi desesperador porque estávamos a uns 20 km da próxima cidade, nada de sinal de celular e pra completar nada de alguém parar para nos acudir no meio daquele nada que se rodeava de árvores por todos os lados. Pinus, muitos pinus.
Foi então que o milagre aconteceu e um carro parou. Não costumam parar carros particulares devido ao forte indício de assaltos naquela área. Mas para a nossa sorte, que não estava das melhores, era um carro de uma prefeitura. E o solidário homem, o motorista, nos ajudou parando um caminhão que seguia no sentido da próxima cidadezinha daquelas bandas.
O indivíduo teve a brilhante idéia de que eu ficasse guardando o carro enquanto o Lucas ia ver se conseguia ajuda.
Eu apenas lhe disse: "levem o carro com tudo se quiserem, mas eu é que não vou correr o risco de ser levada junto". hahaha... bota corajosa!
Fomos então à cidadezinha Bom Retiro de 7 mil habitantes e uma rua só.
Chegando lá fomos a uma oficina. Arrumamos um táxi para trazer o carro e lá ficamos aguardando o diagnóstico dos especialistas.
Trocaram uma peça e outra até perceberem que o problema mesmo era numa tal de central da injeção eletrônica do veículo. E a tal peça deveria ser trocada.
Bom... seria muito fácil e rápido se tivessem a dita cuja na cidade ou, pelo menos, nas proximidades.
Resumindo passamos dois dias aguardando notícia da preciosa central andando de um lado a outro da tal oficina. A oficina do "abençoado", como apelidamos carinhosamente.
O cara, dono da oficina, chamava todo mundo de abençoado... era abençoado para lá e abençoado para cá até que pensei: "imagina então se não fôssemos abençoados? O que teria acontecido?" rsss
Mas estávamos lá, aguardando, tomando um mate atrás do outro e o Lucas agitado, nem quase!? psss
Dormimos duas noite em hotel e, na segunda, compramos até um baralho de canastra para distrair.
Acordávamos cedo, atravessávamos a cidade em cinco quadras, cumprimentávamos todos os moradores da cidade, já que estávamos ficando conhecidos por lá e chegávamos na oficina. Fazíamos um bom mate, nos abancávamos em duas cadeiras e ficávamos lá observando o trabalho árduo dos três abençoados que trabalhavam na oficina.
Admirei-me da organização e limpeza do lugar. E os mecânicos longe de estarem sujos e engraxados. Parecíam mesmo boa gente. Mas resolver nosso triste problema que é bom... nada!
Eu e o Lucas, como em toda situação, resolvemos relaxar, já que estávamos juntos nessa, e tirar o máximo de proveito. Demos umas boas risadas, andamos numa bicicleta esquisita e até compras eu fiz de uma sacoleira que estava na estrada também e seu carro quebrou, indo parar igualmente na oficina. Comprei um casaco comprido para o nosso forte inverno. "Estava precisando!" rsss... agente tá sempre precisando não é mulheres!? rss
Penso que este foi um dos pontos positivos da viagem toda. Sem contar que acabamos conhecendo a simpática cidadezinha e seus simpáticos moradores. Tudo muito organizado e limpo... gostei!
Depois de dois dias então, foi encontrada a peça em Floripa e finalmente foi feita a arrumação.
Mais uns 700 e poucos km pela frente. Fomos rezando para que não houvessem mais problemas.
E chegamos enfim, lá pelas 10 da noite. Fomos dormir direto e descansar de toda a aventura que mais parecia um sonho, ou melhor, pesadelo!

Estamos aqui agora firmes e fortes e pronto para mais uma! Com certeza! hehe
Retomamos nossos afazeres, o Lucas com as viagens e eu com meus jogos de padel...
E vivemos todos felizes, para sempre, até que outra zebra dessas aconteça, o que não deixa de fazer parte desta nossa grande aventura que é a vida!

Beijão a todos e até a próxima!


1 Comentários:

Às 5 de maio de 2008 09:05 , Blogger helo flores disse...

Noooooooooooooooooooosssa!
Tudo isso?
Ainda bem que tudo acabou dando certo.
É verdade, eu tenho estado longe do PC, mas hj devo retornar.
Beijinho, filha!
E boa sorte, always!

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial